Fios e Ritos - a coluna



Inspirada na Semana Fashion Revolution 2020 nasce a coluna "Fios e Ritos"



Quem acompanha a Revista Urdume desde o início sabe que ela nasceu do meu íntimo, a partir de um projeto chamado Fios e Ritos. Aliás, a edição zero da Urdume (imagem ao lado) - publicada apenas digitalmente- ainda carregava esta alcunha como subtítulo.


A frase de apresentação do projeto: "fios são a metáfora da vida, ritos o que a torna sagrada" é o resumo de como passei a enxergar a vida após me encontrar por meio do tramar das fibras, mas - principalmente - sobre as infinitas possibilidade que se abriram em meu imaginário desde então.


Desta forma, a Revista Urdume tornou-se a expressão desse meu desejo, a investigação dos os fios e ritos, sejam eles reais ou metafóricos.


Ainda assim, com o decorrer do dia a dia da revista, e suas demandas de manutenção: envio, pagamento, divulgação, etc., diminui intensamente meu processo de pesquisa, mas, principalmente, de escrita e compartilhamento dos meus estudos e conclusões.


No entanto, no último mês, com a chegada do Covid-19, e as transformações que esta doença trouxeram para vida de todos nós, fui obrigada a rever a periodicidade da revista - e sua forma de produção - para continuar, ao mesmo tempo que fui oportunizada a retornar com minhas pesquisas e compartilhá-las.


Inspirada pela a chegada da Semana Fashion Revolution deste ano, resolvi expor meus pensamentos no blog da URDUME, em uma coluna chamada Fios e Ritos, sobre assuntos que perpassam a sociedade contemporânea, e estão ligadas por um fino fio rompido a partir do nosso comportamento de indivíduos-consumidores. Como diria, o já falecido, filósofo zygmunt Bauman, falarei sobre os “hábitos altamente mutáveis de nossa sociedade cada vez mais “plugada”, ou, para ser mais precisa, sem fio.”


O primeiro texto entra no ar hoje às 18h com os temas consumo e composição.


Estefania Lima, idealizadora e editora da Revista Urdume


24 visualizações

Curitiba - Brasil

www.urdume.com.br